sexta-feira, 8 de abril de 2016

   



                                                   Um Lugar para os excluídos!

        Esse pequeno texto é baseado em fatos reais e os nomes das pessoas não serão divulgados, essa   estória que vou lhes contar se passou a muito, muito tempo na Espanha e fala de um jovem e sua exclusão. Jose era um estudante brilhante um rapaz de origem humilde, como em quase todo o mundo, quando os rapazes chegam a uma certa idade  eles são obrigados a servir o exercito .mas José era diferente ele não gostava de guerras era um rapaz muito a frente do seu tempo e portanto se recusava a ir para guerra, um belo dia José fora chamado pra batalha  mas ele recusou e não honrou a bandeira de seu pais o governo da Espanha decidiu que Jose seria exilado de sua pátria ,Jose fora excluído de sua nação por não pensar igual aos outros garotos, fora excluído por não querer derramar sangue ,fora excluído por querer a paz porque para honrar a bandeira de sua pátria ele teria que lutar, teria que derramar sangue. José agora sem pátria fez suas malas e deixou seus pais, seu lar, seus amigos e tudo o que amava e não fora desamparado pois fora acolhido por um pais da América do Norte.
       lá no exilio José chorou pois estava longe de quem mais amava ,chorou de solidão, mas não desistiu e continuou a estudar , ao invés de desistir de lutar José decidiu seguir em frente e seguia estudando dia após dia, noite após noite até que um dia recebeu um grande prêmio o rei de seu país ficara sabendo que o rapaz exilado engrandecera o nome de seu país e tamanho foi o orgulho que o rei pedira a José que retornasse a sua pátria e o premiou com um titulo. A moral da estória é como acontece em toda exclusão o que vai determinar o nosso destino será o modo como encaramos essa exclusão ou você pode passar a vida se lamentando ou pode fazer como José fez que é seguir e fazer o melhor.
                  Marinalva Reis
           
    

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Constelação familiar, a terapia para vencer fantasmas do passado Terapia que busca em epifania familiar a explicação de problemas do presente vem crescendo no Brasil

Introdução e Desenvolvimento do método

Hellinger desenvolveu seu método a partir de observações empíricas, fundamentadas em diversas formas de psicoterapia familiar, dos padrões de comportamento que se repetem nas famílias e grupos familiares ao longo de gerações.
Esse filósofo deparou-se com um fenômeno descortinado pela psicoterapeuta americana Virginia Satir nos anos 70, quando esta trabalhava com o seu método das “esculturas familiares”: que uma pessoa estranha, convocada a representar um membro da família, passa a se sentir exatamente como a pessoa a qual representa, às vezes reproduzindo, de forma exata, sintomas físicos da pessoa a qual representa, mesmo sem saber nada a respeito dela.
Esse fenômeno, ainda muito pouco compreendido e explicado, já havia sido descrito anteriormente por Levy Moreno, criador do psicodrama. Algumas hipóteses têm sido levantadas também utilizando-se da teoria de evolução dos "campos morfogenéticos", formulada pelo biólogo britânico Rupert Sheldrake e apoiando-se em conceitos da Física Quântica como, por exemplo, a não localidade[1] .
De posse de detalhadas observações sobre tal fenômeno, Hellinger adquiriu experiência e, baseado ainda na técnica descrita por Eric Berne e aprimorada por sua seguidora Fanita English de “análise de histórias”, descobriu que muitos problemas, dificuldades e mesmo doenças de seus clientes estavam ligadas a destinos de membros anteriores de seu grupo familiar.

As descobertas fundamentais

Hellinger descobriu alguns pontos esclarecedores sobre a dinâmica da sensação de “consciência leve” e “consciencia pesada”, e propôs uma “consciência de clã” (por ele também chamada de “alma”-- no sentido de algo que dá movimento, que “anima”), que se norteia por “ordens” arcaicas simples, que ele denominou de “ordens do amor”, e demonstrou a forma como essa consciência nos enreda inconscientemente na repetição do destino de outros membros do grupo familiar. Essas ordens do amor referem-se a três princípios norteadores:
  • 1 - a necessidade de pertencer ao grupo ou clã
  • 2 - a necessidade de equilíbrio entre o dar e o receber nos relacionamentos
  • 3 - a necessidade de hierarquia dentro do grupo ou clã
As ordens do amor são forças dinâmicas e articuladas que atuam em nossas famílias ou relacionamentos íntimos. Percebemos a desordem dessas forças sob a forma de sofrimento e doença. Em contrapartida, percebemos seu fluxo harmonioso como uma sensação de estar bem no mundo.

O procedimento

A “constelação familiar” consiste em um método no qual um cliente apresenta um tema de trabalho e, em seguida, o terapeuta solicita informações factuais sobre a vida de membros de sua família, como mortes precoces, suicídios, assassinatos, doenças graves, casamentos anteriores, número de filhos ou irmãos.
Com base nessas informações, solicita-se ao cliente que escolha entre outros membros do grupo, de preferência estranhos a sua história, alguns para representar membros do grupo familiar ou ele mesmo. Esses representantes são dispostos no espaço de trabalho de forma a representar como o cliente sente que se apresentam as relações entre tais membros. Em seguida, guiado pelas reações desses representantes, pelo conhecimento das "ordens do amor" e pela sua conexão com o sistema familiar do cliente, o terapeuta conduz, quando possível, os representantes até uma imagem de solução onde todos os representantes tenham um lugar e se sintam bem dentro do sistema familiar.
Nos anos recentes (2003-2005), Hellinger apurou sua forma de trabalho para um desenvolvimento ainda mais abrangente, que ele denominou de "movimentos da alma". Estes abrangem contextos mais amplos do que o grupo familiar, tais como o grupo étnico. Descobriu e descreveu ainda os efeitos das intervenções (chamado de “ajuda”) e os princípios que efetivamente norteiam a ajuda efetiva, criando assim também as chamadas “ordens da ajuda”.

Aplicações

A abordagem apresenta uma vasta gama de aplicações práticas devido aos seus efeitos esclarecedores no campo das relações humanas, como:
  • melhoria das relações familiares
  • melhoria das relações interpessoais nas empresas
  • melhoria das relações no ambiente educacional
Tais aplicações deram início a abordagens derivadas, denominadas de constelações familiares, constelações organizacionais e pedagogia sistêmica.

sexta-feira, 28 de março de 2014

                                              Ho oponopono

                                                                     A Cura pelo perdão!

Ho oponopono :                                                         

É um dos métodos de auto-cura mais efetivos que existe, porque se baseia no amor expressado através de tuas palavras para chegar até seu subconsciente, que é onde residem as memórias que obstaculizam os processos vitais. Hooponopono foi impulsionado pelo Dr. Len que se baseou na filosofia havaiana para sanar memórias, pessoas, espaços e situações.Para praticar Hooponopono não necessitas determinados estados de relaxamento. Podes pronunciar suas frases chaves em qualquer momento do dia, mesmo que estejas desenvolvendo outra atividade.Com Hooponopono podes eliminar pela raiz tua dor emocional ou física, simplesmente reconhecendo-a como uma memória e agradecendo-a por ter saído à superfície, para que possas curá-la.Igualmente sucede quando tens conflitos com as pessoas ao teu redor e para iniciar teu processo de limpeza estabeleces em tua consciência o ponto comum entre elas e ti, para que desta forma, possa pedir-lhes perdão, por esse difícil momento que foi  ocasionado no passado ou em um momento paralelo a este, criando uma mesma consciência universal.Desta forma, recuperas tua paz interior e teu equilíbrio em relação com os demais seres da Terra.Hooponopono te libera da trama mental que significa fazer entender, convencer alguém de que deve mudar. Te libera da ilusão que significa pretender modificar os comportamentos dos demais. É a prática interior e individual que limpa e transmuta as memórias do passado que constantemente penetram tua mente, transformando-a em pura luz, de maneira que chegue a ti a inspiração da Divindade.O ideal é que tenhas a disposição de praticar este áudio as vezes que sejam necessárias, tendo em conta que quanto mais o faça, mais curarás memórias de teu passado, sem ter que reviver lembranças dolorosas.As frases de Hooponopono estão dirigidas à Divindade que há em ti, ao Deus/Deusa que tu és e de igual maneira a toda a humanidade com sua história de sofrimento que é exatamente quem tu és.Agora escutarás as chaves que te permitem desde já aceder a tua história pessoal de maneira tranqüila e a sua vez, te permitem sentir mais satisfação e sentido de pertencer com teu lugar neste Planeta.
 Oração ao Criador Divino Criador Pai, Mãe, Filho, todos em Um,Se eu, minha família, meus parentes e antepassados Ofendemos tua família, parentes e antepassados Em pensamentos, palavras, fatos ou ações Desde o inicio de nossa criação até o presente;Nós pedimos teu perdão Deixe que isto se limpe, purifique, libereE corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas Transmuta essas energias indesejáveis em pura luz. E assim é.Para limpar meu subconsciente De toda a carga emocional armazenado nele,Digo uma e outra vez durante meu dia As palavras chaves do Hooponopono Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Me declaro em paz com todas as pessoas da Terra E com quem tenho dívidas pendentesPor esse instante em seu tempoPor tudo o que não me agrada de minha presente vidaEu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Eu libero todos aqueles de quem acredito
Estar recebendo danos e mal tratos 
Porque simplesmente me devolvem O que eu os fiz antes Em alguma vida passada Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Ainda que me seja difícil perdoar alguém Eu sou quem pede perdão a esse alguém agoraPor esse instante em todo tempoPor tudo o que não me agrada de minha vida presente Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Por este espaço sagrado que habito dia a dia
E com o qual não me sinto confortável com isto
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Pelas difíceis relações das quais guardo somente lembranças ruins
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Por tudo o que não me agrada na minha vida presente De minha vida passada, de meu trabalhoOu o que está ao meu redorDivindade, limpa em mim o que está contribuindo com minha escassezEu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Se meu corpo físico experimentaAnsiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor...Pronuncio e penso: minhas memórias, eu te amoEstou agradecida pela oportunidade de libertá-los a voces e a mimEu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.Neste momento afirmo que ...eu te amo.Penso em minha saúde emocionalE na de todos os meus seres amados...te amoPara minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medoReconheço as memórias aqui.....sinto muito, te amo.Minha contribuição para a cura da TerraAmada Mãe Terra, que és quem Eu souSe eu, minha família, meus parentes e antepassadosTe maltratamos com pensamentos, palavras, fatos e açõesDesde o inicio de nossa Criação até o presenteEu peço teu perdãoDeixa que isto se limpe, purifique, libere e corte todasas memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas.Transmuta estas energias indesejáveis em pura luz. E assim é.Para concluir, faço de teu conhecimentoQue este áudio é minha contribuiçãoÀ tua saúde emocionalQue é a mesma minhaEntão esteja bem.E na medida que tu vais te curando, eu te digo que .Eu sinto muito pelas memórias de dor que comparto contigo.Te peço perdão por unir meu caminho a ti para curar. Te dou as graças porque estás aqui por mim .E eu te amo por ser quem és.

Saudações caros leitores;


Resolvi dar uma passadinha aqui e fiquei surpresa ao ver tantas visitas de várias partes do mundo ,fico imensamente feliz ao saber que as pessoas gostem do que posto,para falar a verdade faz tempo que não entro aqui a correria do dia a dia não deixa ,passei para agradecer a cada um de vocês pela visita e mandar um grande abraço cheio de vibrações positivas .
                                                               Namastê
                                                                   Mari Reis

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

TESTE DE CAPACIDADE DE COMUNICAÇÃO TELEPÁTICA


Assinale com um (x) a resposta que melhor condiz com você, tendo em mente que raramente quer dizer de 1 a 3 vezes: às vezes de 4 a 6 vezes ao ano e frequentemente mais de uma vez ao mês ou em determinados períodos do ano.

1.”Falou no diabo aponta o rabo” Já lhe aconteceu de falar num amigo e essa pessoa aparecer em seguida?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

2.”tirou a palavra da minha boca”. Já lhe aconteceu de falar de alguma coisa e a outra pessoa lhe dizer: era isto mesmo que eu estava pensando? Ou o inverso.

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

3.Diante de pessoas negativas, falsas ou maldosas, há quem se sente mal, manifesta arrepios ou enjôos. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

4.Alguém sente um impulso uma vontade de comunicar-se com alguém. O telefone toca e é exatamente a pessoa que estava sendo lembrada. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

5.Alguém, ao ter uma correspondência, já pressentia o conteúdo do texto da carta ou telegrama. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

6.Diante de sérias decisões, há pessoas que têm a sensação de angústia.Logo após o resultado negativo se confirma.Já lhe ocorreu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

7.Alguém sente um mal estar, sem motivo aparente, e depois fica sabendo que, naquele exato momento, um familiar ou amigo ficou mal ou falecera. Já lhe ocorreu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

8.Certas pessoas tem um sonho claro ou visão nítida sobre um acontecimento.Depois confirma-se que, naquele preciso momento, o fato realmente ocorreu. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

9.Certas pessoas são desconfiadas e têm poucos amigos, Isto não qualidade. Mas há pessoas que selecionam bem seus amigos, sabendo distinguir com segurança os sinceros dos “amigos da onça”. Com você ocorre isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

10.Em sessões de júri ou em outras situações de depoimentos, há pessoas que percebem claramente quando uma testemunha ou depoente está mentindo. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

11.Alguém, a encontrar com uma pessoa, pela primeira vez, tem a nítida impressão de que já a conhecia.Conversando com ela, nota que há muitas idéias comuns com as suas, um modo de ver a vida muito semelhante ao seu. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

12.Há pessoas que, ao encontrar-se com determinado indivíduo, percebem de que esta sofrendo de determinada doença. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE



13.Há pessoas que, ao receberem a visita de alguém, já haviam pressentido a presença dessa pessoa. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

14. Há pessoas que subitamente sentem-se impulsionadas a dobrar uma esquina ou mudar de trajeto logo após constata que isso lhe trouxe um beneficio. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

15.Há pessoas que em determinado momento vivenciam uma sensação profundamente agradável e depois constatam que neste momento ocorreu um fato altamente significativo para ela. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

16.Há pessoas que em determinado momento sente um forte cheiro de flores ou vela, depois constata que naquele dia e naquele momento faleceu um ente querido. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

17.Há pessoas que há anos não se lembravam de um velho amigo ou antigo colega. De repente, sem motivo aparente, lembram-se nitidamente da pessoa. Horas depois ou no dia seguinte encontram-se casualmente com este ou recebe noticias. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

18.Sonha com um amigo ou parente e no dia seguinte ou dias depois fica sabendo que naquele momento esta pessoa vivenciara um a forte emoção.Recebera um prêmio ou realizara importante conquista. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE


19.Há pessoas que ouvem nitidamente se nome ser pronunciado e contata não haver pessoa alguma por perto que poderia tê-lo chamado. Horas ou dias depois fica sabendo que um familiar ou amigo desejava muito falar com ele naquele momento. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE


20.Há pessoas que experimentam calor na orelha ou zumbido característico dizendo para si mesmo: “alguém está falando de mim”.Horas ou dias depois fica sabendo que naquele momento uma ou mais pessoas haviam lembrando dela ou comentado à seu respeito. Já lhe aconteceu isso?

( ) NÃO ( ) RARAMENTE ( ) ÀS VEZES ( ) FREQUENTEMENTE

Resultados:

O resultado de cada área é assim calculado:

Não - 0

Raramente - 1

Às vezes - 2

Frequentemente – 5



Somando-se os pontos correspondentes a cada pergunta, o resultado obtido corresponderá ao percentual da área.



Avaliação:

De 0 a 14% - normal

De 15 a 24% - normal satisfatório

De 25 a 49 % - bom

De 50 a 74% - ótimo

De 75 a 100% - excelente

domingo, 21 de outubro de 2012

Mal de Alzheimer segundo a visão Holística


O mal de Alzheimer é uma doença que leva o nome do
neurologista alemão Alois Alzheimer, que viveu no século XIX.
Manifesta-se por volta dos cinqüenta anos de idade como uma
demência caracterizada por uma deterioração profunda e maciça da
inteligência, associada a uma desorientação temporal e espacial. Daniel
G. Amem, neurologista e psiquiatra americano autor do livro
Transforme seu cérebro, transforme sua vida, concluiu através de seus
estudos de radiografia do cérebro que esses pacientes têm perfusão
(passagem de líquido - inclusive sangue - através de um órgão)
diminuída nos lobos temporais e uma atividade diminuída nos lobos
parietais, algumas vezes encontradas nesses cérebros, de três a seis
anos antes do surgimento dos sintomas. Também garante que pode ser
difícil distinguir se trata-se do mal de Alzheimer ou de uma depressão,
pois os sintomas são muito semelhantes.
Pela medicina convencional essa doença ainda é considerada
incurável, embora existam remédios específicos que conseguem
estabilizar, por algum tempo, o funcionamento das partes afetadas do
cérebro.
A medicina chinesa e os estudos psicológicos de correlação das
doenças com os padrões mentais do ser humano mostram que o mal de
Alzheimer ocorre com pessoas que teimaram a vida inteira em não
aceitar a vida como ela é. Na verdade sempre procuraram controlar os
acontecimentos ou os pensamentos dos outros à sua maneira, mas,
quando contrariados, acabaram gerando para si mesmas frustração e
raiva. Todos sabemos o quanto é difícil alguém se contrapor ao livrearbítrio
de uma pessoa, seja através de crítica seja de sugestões.
Por isso, a única saída para aqueles que resistem em mudar seu
modo de ver a vida é começar a esquecê-la, o que vai revelar o outro
extremo de seu ego controlador e indefeso. Essas pessoas perdem,
inconscientemente, a esperança de transformar o ambiente em que
vivem e partem para um estado de demência a fim de relaxar.
Aos familiares e amigos de idosos com esse mal aconselho
conversarem com eles normalmente, mostrando-lhes novas maneiras de
perceber os acontecimentos. Procurem contar-lhes casos engraçados e
suaves para estimular seu bom humor. Devem falar-lhes sobre o perdão
e a alegria de viver, pois eles precisam aprender a libertar para alcançar
a sua própria liberdade. Entenda que enquanto a consciência foge dos
processos da vida pelos estranhos caminhos da amnésia, da demência,
das drogas ou do sono, o inconsciente do ser humano permanece
intacto e ativo em seu ritmo instintivo de emoções e de necessidades
fisiológicas e biológicas.
Procure entendê-lo tratando-o com amor e paciência, mesmo que
ele se mostre violento e esquecido, pois esse comportamento é típico de
sua obstinada resistência em não querer ajuda. Ele sabe,
inconscientemente, que essa ajuda, certamente, vai curá-lo, o que o
obrigaria a ter de dar o braço a torcer contra a sua vontade.
Querido leitor, para combater esse orgulho cego só existe um
caminho: ame-o sinceramente e compreenda que o mal de Alzheimer foi
a única forma encontrada para a sua sobrevivência, uma vez que suas
crenças errôneas estão profundamente enraizadas em sua mente.
Converse com seu subconsciente como se estivesse conversando com
uma pessoa normal, o que, na realidade, ele é, apenas carrega medos
maiores que sua vontade.
Portanto, ignore as aparências e ame a sua essência. Se todos os
familiares tratarem-no com muito amor, não como a um doente, mas
como a uma pessoa saudável, ele perceberá em sua própria alma que
vale a pena lembrar de seus entes queridos.
Cuidado com o que você pensa a respeito dele, pois o
inconsciente coletivo tem muito mais força de transmissão do que o
verbo. Não duvide daquilo que ainda você não tem total conhecimento,
as coisas não são exatamente como vemos com os olhos físicos. Seu
pensamento é uma arma poderosa, portanto, para ajudar alguém só
será possível fazê-lo através do amor verdadeiro em seus pensamentos,
suas palavras e suas atitudes. Faça-o captar o seu amor por todos os
poros e aprenda que idade não impede ninguém de progredir e construir
sonhos para o futuro. O futuro pode ser tão longo quanto se acreditar.
E oportuno destacar que o índice populacional de idosos ativos com
mais de cem anos de idade cresce a cada ano em todo o mundo,
principalmente em países orientais. Você que tem um familiar, amigo ou
conhecido portador do mal de Alzheimer, precisa acreditar, de coração,
que vale a pena colaborar para que ele se recupere e transforme sua
vida para melhor.
O perdão, o desapego e o amor sem imposições são as
ferramentas ideais para se reconstruir uma vida. Assim, permita que
seu consciente experimente a liberdade de soltar sem medo e sem
culpas seus familiares e você verá o quanto seu comportamento anterior
limitava o desenvolvimento das pessoas ao seu redor e a sua própria
liberdade para evoluir.
Linguagem Corporal

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Vamos Filtrar Nossos Sonhos?

Dreamcatcher - Filtro dos Sonhos





O dreamcatcher, também conhecido como filtro ou teia do sonho, são mandalas de cura de origem nativa norte-americana. O Tempo dos Sonhos é influenciado por boas e más energias. A função do filtro dos sonhos é a de afastar as energias intrusas e incorretas que, presas na teia, se dissipam com os primeiros raios do sol.

O aro do filtro é a roda da vida, e a teia que tecemos são nossos sonhos, não somente os sonhos que temos quando em contato com o Tempo do Sonho, mas também os sonhos de nossa alma, e o mundo de energia em movimento com o qual lidamos no nosso dia-a-dia. O centro da teia, é o vazio, o Espírito Criador, o Grande Mistério. Enfim, explicações têm muitas, mas devemos sempre lembrar que estes "objetos" não são simples objetos decorativos, eles são instrumentos de poder, são medicinas. Existem inclusive, vários tipos de teia. Os Chippewa utilizam uma teia muito similar à da aranha, em espiral, sendo que a sustentação desta teia em espiral está em 8 fios que correspondem às oito direções sagradas. Já os cherokees, trabalham com um filtro mais simples, onde há apenas uma pedra, geralmente no centro da teia, e uma única pena pendendo sob ele, pois acreditam que o filtro não pode ser muito "carregado" de objetos e penduricalhos para não desvirtuar sua função. Há ainda tradições que trabalham com o filtro na posição horizontal. Mas, enfim, cada tradição tem seu modo de confeccionar esta medicina. O interessante é que esta medicina surgiu em várias tribos que não mantinham contato direto umas com as outras, e vamos encontrar uma série de lendas a respeito disto.

Estas medicinas podem ser carregadas com um propósito, que ativamos ao construir o filtro, que é quando colocamos nosso espírito e nossa energia transformando-o em um instrumento de poder.

Além de todo o aspecto de instrumento de poder, o filtro é uma terapia incrível, pois ao fixarmos nossa atenção na medicina que estamos construindo, ela mexe com nossa energia, altera nossa consciência e também nos limpa, equilibra e nos faz recordar de Sonhos e propósitos esquecidos. Enfim, instrumentos de poder mexem com nosso interior, com nossa energia, e são canalizadores. Mas lembremos também que nunca devemos nos tornar instrumentos dos intrumentos, escravos de instrumentos, ou seja, não é o objeto que vai resolver uma série de coisas, ele apenas será veículo para nos por em contato com uma energia ancestral e com nosso intento. Também não nos livraremos de pesadelos, pois eles são aprendizado. O que o filtro basicamente faz é filtrar energias instrusas que podem interferir em nosso processo natural e pessoal do Sonhar e viajar pelo Tempo do Sonho, que é de onde vem grande parte do conhecimento de cada um de nós.